everteStatum

Você está pronto?
 
InícioPortalFAQBuscarRegistrar-seMembrosGruposConectar-se

Compartilhe | 
 

 AMHERST, Blake Kaleb

Ir em baixo 
AutorMensagem
Blake Kaleb Amherst
Slytherin 5º Ano
Slytherin 5º Ano
avatar

Mensagens : 1
Data de inscrição : 24/06/2008

MensagemAssunto: AMHERST, Blake Kaleb   Ter Jun 24, 2008 9:46 pm

[Player]
Nome/Apelido: Gustavo
Idade: 16
Msn:

[Personagem]
Nome Completo: Blake Kaleb Amherst
Idade: 16
Data de Nascimento: 7 de fevereiro de 1986
Sexo: masculino
Cidade Natal: Paris
Local onde mora atualmente: França, Paris
Avatar: Nicolas Bemberg

----Características Físicas----
Altura: 1,88
Peso: 76 kilos
Olhos: azul
Cabelos: castanhos
Marcas: -//-

----Características Psicológicas----
Personalidade: Vitima de uma típica juventude perdida. Família é um conceito ridículo, educação é uma perda de tempo e Blake já esta ficando cansado das pessoas continuarem a balbuciar “coitado” perto dele. Descrente dos conceitos tradicionais, se voltou para a sua diversão, a violência das ruas. Lider de uma gangue de motocicleta, manda e não da chance e nem motivo para ser questionado, com uma personalidade magnética e dominadora e uma mente rápida, porem muito impulsiva, as vezes Blake não consegue ver quando ofende os outros, mas nunca, jamais faria isso a um amigo de propósito, pois é fiel ao seu time – a menos que esse suposto amigo o desobedecesse, claro -. Apesar da aparência ignorante, Blake é autodidata e tem memória fotográfica, o que o faz dele um gênio em potencial.
Sonhos: Embora jamais chegue a admitir, Blake sentem um frio no estomago ao ver uma família reunida, ele inveja quem as tem embora viva recitando que como elas são inúteis.
Manias: Blake começa a enrolar uma mecha do seu cabelo quando fica nervoso e começa a alisar o mesmo cacho quando fica entediado

----Gostos----
Odeia: qualquer figura que tente se posicionar como seu superior é um inimigo em potencial, professores, pais adotivos, a assistente social, a tia da cantina, o motorista do ônibus e qualquer um que se ponha em seu caminho. Ah, é, também odeia bolo de carne e berinjela
Gosta: De motocicletas, de seus amigos, de sair com seus amigos em sua motocicleta e de uma serie de atos ilícitos, ilegais e violentos que costuma envolver um ou ambos os itens supracitados.
Hobbie: Mecânica, Fliperama e quando ninguém esta olhando Literatura Inglesa
Esporte preferido: Andar de motocicleta é um esporte?
Animal preferido: Coyote

----Escola----
Matéria preferida: Historia da Magia
Destaque pessoal: Defesa Contra as Artes das Trevas

----Família----
Pai: Kaleb Leonel Amherst
Mãe: Amethist Cecil Amherst
Irmãos: Clarissa Endora Emherst
Fale um pouco sobre a relação que seu personagem possui com eles: tão próximo quanto um filho poderia ser de pais que ele nunca veio a conhecer.

----História----
Era uma vez a muito tempo atrás uma família de bruxo feliz e fofa, papai Kaleb, mamãe Amy e o pequeno Blake e a pequena Clarissa. Ai todo mundo morreu =D
Ta, falando serio. Eu sou o Blake e essa é a minha carta de admissão para Hogwarts. Eu venho de uma família super tradicional daquelas em que o segundo nome dos filhos é igual ao primeiro nome dos pais e o segundo nome das filhas é o primeiro nome das avós. Não que eu tenha tido uma irmã ou uma avó para confirmar isso. Mas eu já vou chegar lá. Quando eu tinha cinco anos e meio meus pais inventaram de ir viajar para a praia como trouxas. Então eles pegaram a droga do carro, a droga da minha irmã, a droga da minha avó e me deixaram com a baba só por que eu tinha dado múltiplas espadadas na cabeça de um garoto na creche. Bebe chorão.

O resultado foi esse. Vovó Endora, morta, papai Kaleb, morto, mame Amy, a sete palmos, e a pequena Clarissa, de apenas um ano de idade, foi pro outro lado. Agora, a maioria das pessoas tem o habito de acharem que eu sou um traumatizado, frustrado e semi-suicida. Mas eu não sou! Eu estou bem, não posso dedicar a droga da minha vida a não me conformar do fato dos meus pais serem burros para caramba e não resolverem usar magia como se deve. Enfim, de volta a historia.

Quando eu tinha cinco anos, fui parar em um orfanato, lá eu conheci minha gangue. Eu sou o líder e nós dominamos as favelas de Paris como ninguém. Na verdade, é bem fácil criar amizade com o pessoal de lá, contanto que você não mencione as palavras policia, policial, investigação, prisão, cuidado ou creme de milho. O lance do creme de milho é até uma historia engraçada, mas não é para ser escrita aqui, né. Enfim, quando eu completei onze anos, a gangue do orfanato passou a ser a gangue da rua, e passamos a chutar gatos e quebrar vidros ao invés de roubar os cookies da irmã Isabella e de trocar os remédios da irmã Carla por tic-tacs – especialmente depois que ela foi levada para o hospital e nunca mais voltou -.

Só que quando eu completei onze, a fortuna da minha família finalmente teve uma função. Acontece que eles nem era ricaços nem nada, mas tinham feito uma poupança para minha educação, e como todos os bens da família foram vendidos, a poupança ficou enorme.

Eu tinha uma vaga em Beauxbatons, a escola onde meu pai e minha mãe provavelmente haviam me concebido, o que era nojento mais eu não ligava. Estudar continuou sendo um saco, embora eu não tivesse minha gangue – a irmã Lucinda falou para eles que eu tinha ido para um reformatório – eu continuava a atormentar os boçais. Cuecões nos coleguinhas, feitiço adesivo permanente na cadeira dos professores, sem contar naquela vez em que eu fiz uma galinha de borracha sair do.. é, deixa para la, acho que os professores de Hogwarts não iam querer saber desses casos bobos. Afinal de contas, é tuuudo passado.

Apesar de odiar as aulas, eu tirava minhas notas, não é só de uma aula chata que se tira conhecimento. E toda a minha “sabedoria” eu tirei das ruas. É verdade, as ruas ensinam, e não só como fechar os punhos e se defender, mas andar de motocicleta envolve um monte de números, kilometros rodados, litros de gasolina, numero de viaturas no seu encalço. Eu não vou mentir, eu já fui preso, mas foi uma injustiça! Eu estava dirigindo um dia antes do meu aniversario de dezesseis anos, durante as férias no começo do ano. Eu já havia tido as aulas e estava prestes a tirar a carta. Pode se dizer que eu estava... treinando para a prova, né.

E claro, eu gosto de ler, especialmente os clássicos ingleses. E por favor, não comente isso com ninguém. Eu digo isso por que sei que isso é um atrativo para me admitirem, mas eu não admitiria isso em publico, entende? É por causa desse gosto pelos livros que eu vou bem. Odeio professores e explicações, mas os livros sempre supriram minhas necessidades na hora de tirar boas notas. Era até engraçado ver a cara de bobo dos professores.

Ah, enfim, esse sou eu, e... ah, é. Eu estou trocando de escola por que eu fui expulso de Beauxbatons, na verdade, fui convidado a me retirar, mas da na mesma. Eu meio que quebrei um ou outro osso de um demente do quarto ano. Mas ele mereceu! Roubou meu exemplar de Shakespeare e tava falando para todo mundo que o livro era meu, caramba!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
AMHERST, Blake Kaleb
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Kaleb McKinnon - The Guide
» Ficha - Bellamy Blake
» Ficha de Personagem - Blake Belladonna
» Diário de Blake McBride
» Venda dos Sonhos do Blake

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
everteStatum :: The Start :: Registro-
Ir para: